Versão para impressão

Mais de 40% dos trabalhadores portugueses estão em situação vulnerável

Mais de 40% dos trabalhadores portugueses estão em situação vulnerável
 Quase 54 mil empregos destruídos face ao 3º trimestre de 2009
 Desemprego aumenta mais de 11% face ao 3º trimestre de 2009
 Taxa de desemprego ultrapassa os 13% na região Norte


De acordo com os últimos dados publicados pelo INE, a população com emprego terá atingido as 4.963,6 mil pessoas no 3º trimestre de 2010, ou seja, menos 53,9 mil pessoas face ao trimestre homólogo (-1,1%). Para esta «destruição» de empregos, contribuiu sobretudo a redução do número de trabalhadores com contratos sem termo e dos trabalhadores por conta própria, menos 44 mil (-1,5%) e menos 54,8 mil (-4,8%) respectivamente. Continuou a assistir-se a uma progressiva precarização dos vínculos laborais, com o peso dos trabalhadores com contratos com termo e atípicos nos trabalhadores por conta de outrem a aumentar quase 2 pontos percentuais face ao 3º trimestre de 2009. No 3º trimestre de 2010, estes trabalhadores representavam 30,1% dos trabalhadores por conta de outrem. Em igual período, os trabalhadores por conta própria e noutras situações não assalariadas representavam 22,7% da população com emprego. Isto que significa que os trabalhadores em situação vulnerável (sem relação contratual assalariada sem termo) representam 40,6% da população com emprego, aumentando o seu peso face ao trimestre homólogo e ao 2º trimestre de 2010. Por cada 6 trabalhadores por conta de outrem existe um desempregado. Por cada 4 trabalhadores por conta de outrem existe um trabalhador por conta própria. Esta evolução do emprego reflectiu-se no aumento da população em situação de desemprego, mais 61,7 mil (+11,3%) face ao 3º trimestre de 2009. No 3ª trimestre de 2010, a população em situação de desemprego atingiu as 609,4 mil pessoas, ou seja, uma taxa de desemprego de 10,9%. Mais 58,5 mil pessoas face ao número de desempregados registados pelo IEFP. A taxa de desemprego da região Norte atingiu os 13,2%, ou seja, um aumento de quase 3 pontos percentuais face ao 3º trimestre de 2009 e mais de 2 pontos percentuais face à taxa de desemprego nacional. Face ao 2º trimestre de 2010, a população com emprego teve uma redução de 28 mil pessoas (-0,6%) e população em situação de desemprego teve um aumento de 19,6 mil pessoas (+3,3%).

 

 

Porto, 15 de Dezembro de 2010

Gabinete Técnico da União dos Sindicatos do Porto/CGTP-IN