Versão para impressão

Mais de um milhar de trabalhadores na concentração na Praça da Batalha, no Porto!

Mais de um milhar de trabalhadores do sector público e privado participaram na concentração na Praça da Batalha, no Porto, promovida pela União de Sindicatos do Porto.

Intervieram vários dirigentes sindicais, referindo as lutas nas empresas e sectores.

Francisco Figueiredo referiu a luta dos trabalhadores dos bingos Brasília e Olímpia em defesa dos seus postos de trabalho; Daniel Sampaio falou sobre o desenvolvimento da luta no âmbito da Metalurgia, Indústrias Eléctricas, Química e Gráfica; Álvaro Pinto anunciou a greve dos ferroviários no próximo dia 10 de Fevereiro; Palmira Peixoto referiu a luta pelos 500 € de salário mínimo em Janeiro deste ano e a luta dos trabalhadores da TSUSUKI de Vila do Conde.

João Torres, coordenador da USP/CGTP, centrou asua intervenção nos graves e profundos problemas sociais, nas desigualdades e injustiças que se aprofundam, no efeito dos PECS's e do Orçamento de Estado para 2011, e nas últimas medidas propostas pelo governo para facilitar e embaratecer os despedimentos e afastar os Sindicatos da Contratação Colectiva.

Ernesto António dirigiu os trabalhos na Concentração e apresentou a resolução aos participantes, que a aprovaram.

Seguiu-se manifestação até ao Governo Civil do Porto, onde foi entregue a resolução aprovada.

Em anexo: Resolução aprovada e Intervenção de João Torres